Tendências, Variedades

Range Rover Evoque 2018

O Range Rover Evoque 2018 é vendido no Brasil com preços entre R$ 228.500 e R$ 292.500. Feito pela Land Roverem Itatiaia-RJ, o crossover foi desenhado por Gerry McGovern e se tornou um sucesso mundial. Surgido a partir do conceito LRX de 2008, o modelo só viu o mundo em 2011, quando teve como padrinhos o jogador David Beckham e sua esposa Victoria, ex-Spice Girls.

Parecendo um pequeno tanque de guerra aerodinâmico, o conceito foi aceito pelo público e indicava bons ventos para a Land Rover, num período pós-Ford, marcado por incertezas sob a gestão da indiana Tata Motors. Mas, em 2011, o provocante Evoque surgiu não como um Land Rover, mas como Range Rover, o menor da gama alta da marca.

A estratégia era um downsizing bem planejado, que traria boas consequências para o fabricante britânico. Pela primeira vez, a linha superior da Land Rover estaria disponível para clientes novos e com menor poder aquisitivo. Embora por fora não passasse essa impressão, visto que era baixo, largo e atarracado, especialmente por conta da linha de cintura bem alta e das janelas pequenas, o Evoque ainda abusava ao dispor de duas portas, algo já incomum no cenário britânico e mesmo dentro da marca.

Mas, tudo isso escondia um interior bem requintado e com uma semelhança enorme com o luxuoso Range Rover e seu irmão Range Rover Sport. Tudo fazia parecer estar dentro de um Range Rover e, de fato, assim era. Por conta disso, rapidamente formou uma legião de fãs e clientes ávidos por ter o pequeno luxuoso na garagem. Chamando muita atenção, o Evoque tinha uma combinação irresistível de tonalidades e materiais de primeira que conquistava num primeiro olhar.

O público feminino rapidamente se identificou com o Range Rover Evoque, elevando bastante o percentual de compradoras na marca, quase que exclusivamente masculina até então. O modelo evoluiu em motorização e câmbio, bem como ganhou um conversível e uma atualização visual.

Em tempos de pujança, chegou a ter uma versão mais “simples” no Brasil, que custava R$ 160 mil, quando o normal era custar de R$ 180 mil para cima. O sucesso cruzou o mundo e o fez sair de fábricas no Brasil, Índia e China, onde a Landwind gerou polêmica ao copiar o SUV inglês, rebatizando-o de X7. A Land Rover processou, mas dentro da esfera chinesa, pouco efeito teve. Para nós, o destaque realmente é vê-lo sendo feito aqui.

 

O Range Rover Evoque 2018 é pequeno, parrudo, robusto e dotado de linhas bastante musculosas. Com apenas 4,36 m de comprimento, ele tem estilo impressiona mais que seu tamanho.

Destaque para os faróis bi-xenon com LEDs diurnos envolvendo os projetores semicirculares e prolongamentos nas laterais, interrompidos pelas grandes saias de rodas abauladas, além de grade em preto brilhante com logotipo da Land Rover no lado esquerdo e logo acima um grande capô com o nome Range Rover em destaque.

A linha de cintura é bastante alta e reforça a sensação de segurança, ostentando ainda rodas aro 20 polegadas e pneus 245/45 R20. Na traseira, as lanternas em LED apresentam formato retangular com iluminação principal semicircular e a vigia é bem estreita. O para-choque traseiro é integrado ao desenho da carroceria com um grande protetor e duas saídas de escape cromadas.

Com muitas semelhanças com o Range Rover, o Evoque tem acabamento geral é de primeira qualidade e o painel tem barra de cor metalizada, dividindo o painel em duas partes, bem como sustentando também os difusores de ar quadrados e o botão start-stop para partida. O quadro de instrumentos tem dois grandes mostradores circulares com iluminação branca (vermelha no modo Dynamic) e um display TFT multifuncional.

Volante é revestido em couro com aplique de alumínio, botão de marchas retrátil, ar-condicionado dual zone com aquecimento dos bancos dianteiros, freio de estacionamento elétrico, comandos do Terrain Response 2, porta-luvas bem espaçoso, comandos dos vidros nos apoios de braço (tradicionalmente nos outros ficam sobre a porta), sistema de som Meridian com até 17 alto-falantes, multimídia InControl Touch Pro com navegação e câmera de ré, Android Auto e Car Play, entre outros, fazem parte dos itens do interior.

No Range Rover Evoque Cabrio 2018, existem diferenças e peculiaridades. A linha de cintura é elevada, marcada por vincos pronunciados e caixas de roda ressaltadas para fora. Na traseira, as pequenas lanternas espichadas para as laterais, são interligadas por um filete horizontal, além de para-choque com duas saídas de ar, uma em cada extremidade. A frente tem faróis afilados e full LED, dando um aspecto mais agressivo, assim como o para-choque com entradas de ar adicionais.

No Cabrio, a capota do carro é retrátil em lona impermeável, acionada eletricamente com o carro em movimento até 48 km/h, levando 18 segundos para abrir e 21 segundos para fechar. O interior é o mesmo desde o lançamento, mas tem desenhos das peças e o nível de acabamento melhor e dentro dos padrões da categoria. Volante multifuncional, detalhes de acabamento em alumínio e preto brilhante, câmbio com botão seletor, painel de instrumentos com tela digital colorida ao centro, acabamento em couro com costura aparente, entre outros, são alguns destaques do conversível inglês.

Range Rover Evoque 2018 – novidades

Além de ser feito no Brasil, junto com o Land Rover Discovery Sport, construídos ambos na fábrica da Jaguar Land Rover em Itatiaia-RJ, o Range Rover Evoque 2018 tem diversas novidades. Além do visual já atualizado, que deu ao crossover um aspecto mais esportivo e robusto, ele recebeu ainda o motor diesel Ingenium, que substitui o antigo FoMoCo (Ford) 2.0 TDCI de 190 cv. No entanto, o novo propulsor é um pouco mais fraco em potência, mas tem mais torque e responde melhor, bem como é mais leve e também econômico.

Outra novidade é o Range Rover Evoque Cabrio 2018, que chega na versão HSE Dynamic e custando R$ 292.500. Para poucos, o SUV conversível é algo quase inédito no mercado mundial (o Nissan Rogue anterior tinha uma versão cabriolet), ele é um dos destaques da marca. Para Gerry McGovern, diretor de design da Land Rover, “o Range Rover Evoque Conversível é um veículo para todas as estações. Seu design único e uma engenharia de primeira classe adicionam outra dimensão para a família Range Rover, aumentando ainda mais seu apelo e tornando-o mais desejável”.

Para o futuro, o Range Rover Evoque deverá ganhar uma versão híbrida, que contará com um novo motor 1.5 litro de três cilindros a gasolina, associado a outro elétrico. Ele será alimentado por uma bateria de íons de lítio, aliada a uma nova arquitetura elétrica de 48V. Tudo isso será empregado na próxima geração, que contará com uma plataforma totalmente nova.

Mais próximo de nossa realidade, o SUV pode adotar a tecnologia Flex no novo motor Ingenium 2.0 a gasolina, que deverá substituir de vez o GTDI no modelo. Com isso, espera-se que o modelo fique mais próximo do consumidor brasileiro. Espera-se também pela versão diesel 2.0 Ingenium com 240 cv, que dará uma performance mais esportiva ao crossover, que assim pode chegar próximo dos R$ 300 mil. A versão a gasolina com 290 cv deve chegar também, pois já está presente no site em português.

Range Rover Evoque 2018 – versões

  • Range Rover Evoque 2.0 Si4 SE
  • Range Rover Evoque 2.0 Si4 SE Dynamic
  • Range Rover Evoque 2.0 Si4 HSE Dynamic
  • Range Rover Evoque 2.0 Si4 HSE Dynamic Cabrio
  • Range Rover Evoque 2.0 TD4 SE

Fonte: Vanarama

Previous ArticleNext Article