Lucky Luciano

Jornalista, escritor e fotógrafo documentarista. Tendo publicado seu TCC entitulado Soweto o dia seguinte, em 2005. Documentário fotográfico feito na África do Sul quando dos 10 anos do fim do Apartheid. É Especializado em documentários fotográficos, editoria de moda, publicidade, esportes e natureza.

Oktoberfest brasileira

Talvez poucos saibam que a cidade de Blumenau com cerca de 310 mil habitantes situada no estado de Santa no sul Brasil, realiza a segunda maior festa típica alemã do mundo, isso em número de dias e quantidade de visitantes.

Ao todo são 19 dias em que a vila germânica se transforma no palco de inúmeras apresentações diárias de bandas regionais e internacionais no qual predomina o estilo musical e a culinária alemã.

Atualmente o evento recebe em média 500 mil visitantes por edição, no entanto, este número já se aproximou de um milhão em algumas etapas. O que hoje não seria mais possível, devido ao controle de público que passou a ser obrigatório, sobretudo para evitar tragédias como as ocorridas em algumas festas com superlotação.

A Oktober como é conhecida surgiu em 1984 após a pior enchente da história da cidade. Localizada numa belíssima região ao sul do Brasil, conhecida como vale europeu, Blumenau oferece ao turista não só a Oktoberfest como também suas lindas paisagens montanhosas,

parques aquáticos, turismo rural e logicamente as ricas culinárias alemã e italiana, já que essas sãos as duas maiores imigrações ocorridas na região a mais de um século, isso sem contar com as belíssimas praias próximas.

Tradicionalmente a festa tem início com um desfile no centro da cidade onde os moradores e visitantes podem se apresentar em trajes típicos e carros alegóricos bem pitorescos. O acesso a cidade é relativamente fácil, tanto por terra quanto por ar. O aeroporto mais utilizado é o da cidade vizinha de Navegantes que fica cerca de 50 quilômetros de distância e possui inúmeros vôos diários de diversas capitais, como Rio de Janeiro e São Paulo.

 

 

 

Texto e imagens Jornalista Lucky Luciano

Titicaca o Lago Navegável mais alto do Mundo

Localizado na Cordilheira dos Andes entre o Peru e a Bolívia o lago Titicaca, (Pedra Puma) na sua tradução mais conhecida, nas linguas de origem Quéchua e Aimara.

É o lago navegável na maior altitude no planeta a 3821 metros de altitude e com uma superfície de 8300km², é o segundo em extensão na América latina, ficando atrás apenas do lago de Maracaíbo na Venezuela. Possui 41 ilhas sendo a Ilha do Sol a mais famosa e sendo 9 delas habitadas. É abastecido pela água das chuvas e o degelo dos Andes, porém, mais de 25 rios deságuam nele e sua profundidade  média é  de 140m podendo chegar a 280m em seu ponto mais profundo.

 

Segundo a lenda foi no lago Titica que surgiu a civilização Inca que predominou na região até a chegada dos espanhóis por volta do século XV. Atualmente seus principais habitantes são os Uros descendentes dos Incas, que vivem principalmente da agricultura, artesanato e do turismo, já que a região é bastante visitada o ano todo.

Cheia de misticismo e crenças populares o fato é que o lago impressiona por sua localização e importância para dois países berços de uma das civilizações mais fantásticas e evoluídas que o mundo já viu. Os incas não foram apenas um império, mas um legado que deixou para nossas gerações atuais intrigantes conhecimentos e muitas perguntas que nos fazem viajar na imaginação. Entre as lendas do Lago está a do monstro do Titicaca, que nada mais é do que uma rã gigante que foi elucidada pelo cientista francês Jacques Costeau.

Outra curiosidade do lago são suas ilhas flutuantes, algumas delas habitadas pelos Uros. Sua formação se dá ao acumulo de junco,  planta natural do lago o que permite formar uma camada bem compacta e flutuante. A planta também possibilita a fabricação de barcos muito utilizados na região e que são chamados de “totoras” pelos uros.

 

Texto e Fotos, Jornalista Lucky Luciano

 

Copa sul de futebol americano 2017

A equipe do Itajai Dockers do Presidente Benjamin Lechuga e comandada pelo Head Coach Bertu Fernandes, emplacou a segunda vitória seguida na Copa Sul de Futebol Americano. Demonstrando disciplina tática, bom preparo físico e sobretudo humildade os Dockers venceram o confronto contra a boa equipe do Corupá Buffalos por 19 X 07. A partida foi disputada em Itajaí no estádio de grama sintética do Clube Náutico Almirante Barroso que disputa a segunda divisão do campeonato catarinense de futebol.

Ainda novidade por aqui, esta modalidade vem adquirindo cada vez mais adeptos e à medida que as equipes vão se organizando, a tendência é que o esporte se consolide de fato a médio longo prazo.

No Brasil o Futebol americano surgiu nas areias cariocas no ano de 1986 e sua primeira equipe de gramado foi o Joinville BlackHawks, fundado por Dennis Prants em 1991 e que passaria a se chamar Joinville Panzers em 1994.

O Primeiro torneio realizado no Brasil foi no ano de 2000 o Carioca Bowl e foi disputado na areia. No entanto, no ano de 2006 foi organizado o primeiro campeonato Nacional, porém, somente em 2008 as equipes começaram a jogar com o equipamento completo.

A Copa Sul conta atualmente com 12 equipes dos estados do Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina, divididas em três grupos.

O Campeonato é bem organizado mesmo levando em consideração a falta de apoio e estrutura adequada. Contudo, a tendência é crescer a medida em que as agremiações estão cada vez mais organizadas.

Lucky Luciano